6 projetos paraenses contemplados em edital da Ancine/SaV/EBC

muamba

Tapume, projeto da produtora Muamba contemplado no edital.

Seis projetos paraenses foram contemplados no edital do  Programa Brasil de Todas as Telas , produto da parceria entre a Agência Nacional do Cinema – ANCINE, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SaV) e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC). São mais de quatro milhões de reais em investimento em produção de séries para todos os públicos. Um destaque para a produtora Visagem com dois projetos contemplados e a Greenvision que em seu projeto “Amazônia ocupada captou o maior montante, mais de dois milhões de reais para falar sobre a imigração na Amazônia.

Os projetos contemplados foram:

“Amazônia ocupada” Proponente: Companhia Amazônica De Filmes S/S LTDA (PA) Produtora: Green Vision Direção: Priscilla Regis Brasil Público: Adulto. Sinopse: Série conta as histórias de migrantes de diversas áreas do Brasil durante as 13 maiores explosões migratórias na Amazônia entre as décadas de 1960 e 1980.

“As lendas da turma do Jambu” Proponente/produtora: 3D Produções LTDA EPP (PA) Direção: José Paulo Vieira da Costa Público: Infantil. Sinopse: Cada episódio da série trata de uma lenda do folclore brasileiro. A relação da Turma do Jambu com esta lenda é explicitada através de animações de recortes de desenhos realizados por crianças de diversas escolas do Brasil. Temas de lendas diferentes serão enviados para várias instituições de ensino de todo país, onde serão feitos desenhos em diversas técnicas: tinta guache, giz de cera, canetinha e colagem. Estes desenhos serão animados através de animação 2D.

“Aurá, eu sou de lá” Proponente/proponente: Visagem Serviço de Produção de Video Ltda. ME (PA) Direção: Ursula Vidal Santiago de Mendonça e Homero Flávio Fortunato da Silva Público: Adulto. Sinopse: Acompanha o cotidiano de 5 personagens que representam a esgarçada trama social tecida ao longo de mais de 20 anos de trabalho árduo e insalubre no segundo maior aterro do Brasil: o lixão do Aurá, localizado em Belém do Pará.

“Os dinâmicos” Proponente/produtora: Central de Produção Cinema e Vídeo Na Amazônia. (PA) Direção: Afonso Gallindo e Luciana Medeiros Público: Infantil. Sinopse: Os músicos da banda “Os Dinâmicos” tocam um ritmo original e contagiante, a guitarrada, alegrando as vilas ribeirinhas da Amazônia, onde vivem. Enquanto animam as festas e convivem em seu estúdio, eles também guardam um segredo. Joaquim Vieira (Mestre Vieira), Idalgino Cabral, Lauro Honório, Dejacir Magno e Luis Poça são mais músicos, eles são super heróis da Amazônia, que atendem inúmeros pedidos de socorro e denúncias contra a natureza.

“Squat na Amazônia” Proponente/produtora: Visagem Serviço de Produção de Video Ltda ME. (PA) Direção: Roger Elarrat do Carmo Público: Jovem. Sinopse: Narra a história de Juliano de Benjamim, jovens atores recém formados na Amazônia que fazem parte de uma geração de artistas que buscam novas formas de expressar a arte que criam, mas são frustrados pela realidade da produção teatral local. Eles decidem então criar um coletivo de teatro ao lado da jovem artista Valentina.

“Tapume” Proponente/produtora: Muamba Estudio Ltda ME (PA) Direção: Brunno Regis Público: Jovem. Sinopse: Série que retrata manifestações culturais de rua a partir de duas linguagens artísticas: o audiovisual e as artes gráficas.

Fonte: Ancine

Videoclip “Japan Pop Show” de Priscilla Brasil ganha prêmio

Com curadoria de Leandro HBL, Conrado Almada e Eduardo de Jesus, o júri oficial premiou “Japan Pop Show”, canção de Curumin cujo vídeo foi dirigido por Priscila Brasil (também responsável pelo clipe do sucesso “Xirley”, de Gaby Amarantos).

CONEXÃO VIVO MOVIDA
VÍDEOS PREMIADOS

Prêmio Melhor Videoclipe Júri Oficial Movida
“Japan Pop Show” – Curumin (SP)
Direção: Priscilla Brasil

 

ficha técnica
produtora: greenvision films
produtora executiva: priscilla brasil
diretores: priscilla brasil, gustavo godinho e vladimir cunha
edição: priscilla brasil
direção de fotografia: gustavo godinho
diretora de produção: lívia condurú, paulo afonso martins
assistente de câmera / foquista: brunno regis
figurino e direção de arte: andré morbach e bia morbach
assistentes de produção: luana klautau, murilo coutinho, paloma brasil
eletricista: aldo lima
maquinária: anderson conte (miguel) e anderson bigurilha
maquiagem: sônia (sonhão) e roberta gurjão
Making of: Rafael Guedes
elenco: alessandra malcher, jimmy night, olivar batista e bina jares.

apoio: eletronorte

Priscilla Brasil

Priscilla Brasil [ prisbrasil@gmail.com ] nasceu em Belém. É graduada em Arquitetura e Urbanismo (UFPA) e Comunicação (Unama), e pós-graduada em Marketing, Gestão Empresarial e Film and Television Business (FGV – RJ). É mestranda em comunicação (PUC-Rio).
Iniciou sua carreira no audiovisual produzindo programas para TVs estrangeiras (Mainichi Broadcasting, Japao) dentro da Amazônia Brasileira. Seu primeiro trabalho como diretora foi o curta-metragem “Os Escolhidos de Deus” (2003), seguido pelos documentários de longa-metragem “As Filhas da Chiquita” (2006) e “Serra Pelada – Esperança não é sonho” (2007) e o media-metragem “Salvaterra – Terra de Negro” (2008). Dirigiu os videoclipes “Devorados” e “Vela”(da banda Madame Saatan), “Japan Pop Show” (Curumin) e “Come to Me” (de Daniel Peixoto, ex-Montage).
Finaliza atualmente o longa-metragem “Mulheres da Floresta” e o curta-metragem “Notas sobre Waldemar”.

(fonte: site greenvision.com.br)

Entrevista feita pelo www.intvweb.com.br

DOCUMENTÁRIOS

Filhas da Chiquita, 2006

Serra Pelada – Esperança não é sonho, 2007 (DOC TV III)

Salvaterra – Terra de Negro, 2008

VIDEO-CLIPS