Sobre o 4º Festival Universitário de Criação Audiovisual – FUSCA

Os festivais universitários de audiovisual mostram a sua força em Belém com mais uma edição muito concorrida e bem realizada do FUSCA, o Festival Universitário de Criação Audiovisual, promovido pela Estácio-FAP. Interessante ver que tanto o OSGA, da UNAMA com 10 edições realizadas, e o FUSCA, da Estácio-FAP em sua 4ª edição, são frutos dos cursos de comunicação das faculdades particulares, onde o audiovisual não passa de algumas disciplinas no currículo de seus cursos. Tanto o OSGA (réptil urbano, fazendo uma brincadeira com o “Oscar”)  quanto o FUSCA (nossa querido carro popular que serve de logo pro festival) carregam no nome e na forma um humor e uma despretensão que cria uma imagem simpática junto ao público, produtores e realizadores, e os faz crescer a cada edição.

Lotando o Centro de convenções Benedito Nunes na UFPA, com mais de 900 lugares, esta edição 31 vídeos inscritos e todos foram exibidos, uma boa força para os realizadores e decisão bastante acertada da comissão organizadora. A dinâmica de  competição dos festivais de cinema estimula a participação e a qualidade das obras inscritas porém não se deve deixar de lado o caráter de fomento à produção dando oportunidade dos filmes serão exibidos e comentados pelo público.

Os filmes participantes desta edição foram:

DOCUMENTÁRIO: Caminhos da solidariedadeNa ponta da lataCaminheiros da fé e Ar de Junho.

ANIMAÇÃO:Cidade dos guarda-chuvas

V’IDEO PUBLICITÁRIO: Virus festivalMônaco motocenterHambúrguer de maniçobaViolência contra mulherLibertinos sexy shop.

VÍDEOCLIPE: Eu estou apaixonadaA corda, Cd’s e livrosOs caras velhosBrand new day.

VÍDEO MINUTO: IntensamenteTempos de bolaVermelhoMr. ballonBatalha do sachêLixos eletrônicosTriunfo dos mortos vivos em gameAmeaça de morteA garota do quinto andar e Maiêutica.

CURTA DE FICÇÃO: Presságio, ” Pietra, um segundo ‘‘, HungryEncantada do bregaOujia – O jogoAurora Pináculo do desespero.

Os vencedores foram escolhidos por comissão julgadora convocada por esta edição, muito competente por sinal, e foi composta por Lorenna Montenegro (jornalista e crítica de cinema), Brunno Régis (realizador), Andrei Miralha (realizador) e Enderson Oliveira (jornailista e produtor), foram os seguintes:

Melhor Curta de ficção (júri técnico): Encantada do brega

Escolha do público (voto popular): Encantada do brega

Melhor Roteiro: Encantada do brega

Melhor Produção: Encantada do brega

Melhor cartaz: Encantada do brega

Melhor Documentário: Caminheiros de fé

Melhor Vídeoclipe: Brand New Day

Melhor Vídeo Publicitário: Vírus festival

Melhor Animação: Cidade dos guarda chuvas

Melhor Vídeo-minuto: Tempos de bola

Melhor edição: Tempos de bola

Melhor Diretor: Tempos de bola

Melhor Atuação: Paulo Colucci

10731020_1587865188109446_4753750730196481046_n

O destaque dessa edição foi mesmo o filme Encantada do Brega estrelado por Samara Castro, que tem um canal de vídeos muito popular no YouTube, e que fez uma grande campanha de expectativa em suas redes sociais e conquistou público e jurados. O filme foi produzido pela Platô Produções, também responsável pelo recente fenômeno pop periférico de Belém, Gina Lobrista, e contou com uma série de teasers e making offs, com uma fanpage com mais de 5 mil curtidas, alcance que nem os filmes mais conhecidos da nossa cinematografia atingiram junto ao público.

O FUSCA e a Encantada do brega deixam uma grande lição aos nossos produtores de festivais e cineastas, não se levem tão à sério.

Fonte: FUSCA e DOL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s